sábado, 26 de novembro de 2016

E o prémio para a pior blogger de sempre vai para...




Mim! 
Eu não tenho mesmo emenda! É que eu sinto que vocês se começam a habituar à minha ausência e não era isso que eu queria. Do tipo: aquele blogue só se visita de mês a mês porque as publicações só existem de mês a mês. Mas a verdade é que não dá mesmo para ser de outra maneira.
O pior disto tudo é que depois as coisas acumulam-se e eu esqueço-me de contar tudo... Por exemplo, eu na quinta-feira da semana passada fui assitir a um espetáculo aqui na terrinha e já o devia ter dito na publicação anterior, mas não me lembrei de todo! Mas relativamente ao espetáculo, foi ge-ni-al! Advinhem só, foi produzido e apresentado por uma atriz que é super conhecida, principalmente pela participação na série Lua Vermelha, que está a passar de novo na SIC... Já não é a primeira vez que o mesmo grupo apresenta algum trabalho, mas este foi o único que eu gostei... A vibe, a ideia, a originalidade... Tudo excelente!
Em relação à minha vida, as coisas andam estranhamente e extraordinariamente bem... Fora o facto de eu sentir que o meu corpo é uma merda, está tudo bem. Voltei a aproximar-me do Dilan, mas sem qualquer tipo de segundas intenções. Na quarta-feira fizemos um trabalho de pares juntos e confesso que já não nos sentia assim tão próximos um do outro há imenso tempo, mesmo. E isso é bom. Aliás, muito bom. Só quero que as coisas continuem assim, sim? Por favor?
Para a semana: dois testes... Ah, eu bem sabia que me estava a esquecer de qualquer coisa! O teste de História. O bem dito do teste de História. 
Era uma vez um belo e cheiroso teste que foi parar às mãos de uma bela e cheirosa aluna. Essa aluna estava a fazer o teste e bem lhe cheirou que estava a correr muito bem. Mas cheirou-lhe também que não ia ter tempo para tudo, como sempre. Ela bem que se aventurou numa pergunta de desenvolvimento suuper completa. Só que no final de contas o teste traiu a esforçadissíma aluna e a pergunta de desenvolvimento acabou por não ficar bem como ela queria... Já o teste de Inglês foi o descalabro total. Sendo que era a minha melhor nota na primeira ronda de testes, estou a pressentir uma descida a pique... Seja o que Deus quiser...

sábado, 19 de novembro de 2016

Ainda se lembram de mim?




A verdadeira pergunta é: ainda está alguém desse lado?
Eu sei que ando a falhar, mas é tanta coisa a acontecer! Se eu disser que ando a ler 3 livros ao mesmo tempo, estou perdoada?
A escola deixa-me meeeeeesmo de rastos! Este blogue anda um pandemónio e nem tempo para o melhorar tenho, quanto mais escrever sempre que gostaria!
Em relação à última publicação, algo me diz que vocês não rezaram por mim, porque só tive 15, quando no ano passado tirava 18, o teste foi bem mais difícil, é certo, mas fiquei um bocadinho desapontada, é para melhorar no próximo!
Para a semana: dois testes e uma ficha para comprovar que li o livro do Garrett... Ou seja, já estou a ver o filme todo...


P.S. Acabei por não conseguir ir ao funeral do pai do Finnick, coisa da qual me arrependo, devia ter-lhe dado o meu apoio, Enfim, já nada posso fazer...

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A escola dá cabooo de miiiiim!





Eu supostamente tinha feito uma publicação na terça-feira, mas nem tempo para a publicar tive, só para verem como isto anda!
E é que se ao menos, todo o tempo que eu gasto a estudar se refletisse nas minhas notas... Eu farto-me de estudar, mesmo, mesmo a sério e depois a nota a Filosofia é um 15,2... Para quem teve 18 no final do ano passado este 15 soube, a quase nada... Mas o pior foi que eu estudei imenso e, por isso, admito que estava à espera de mais! Eu já nem vou falar do teste de Portguês que é para esta publicação não ser o cúmulo da deprimência!
Amanhã tenho teste de GeografiaA e eu só peço a todos os santinhos que corra como eu quero, porque eu estudei tanto, nem vos passa pela cabeça! 
Um ponto a favor deste teste em relação aos anteriores é que me sinto realmente, mais bem preparada, mais segura... Vocês rezem também por mim, combinado?

P.S. Amanhã é o funeral do pai do Finnick e eu ainda não sei se vou ou não, embora me sinta, de certa maneira, na obrigação de ir...