sexta-feira, 10 de junho de 2016

Sobre o dia de ontem...





O dia de ontem foi todo um misto de emoções. De manhã estava mal por tudo o que aconteceu no dia anterior e ainda pelo que ocorreu na própria manhã, mas um acto de loucura depois do almoço mudou tudo.
Mas já lá vou. Primeiro quero contar um episódio que me marcou sobretudo pelas palavras do meu professor de educação física. O professor levou a filha (que deve ter uns 3 ou 4 anos) para a nossa aula. Apenas eu, a Freyla e um outro rapaz é que fizemos aula. Eu e a Freyla queriamos subir a nota de badminton e o professor aceitou voltar a avaliar-nos. Enquanto nós jogavamos a menina ia apanhar a pena e vinha entregar-ma e eu agradecia. Depois ela insisitiu que queria jogar comigo. Até que o pai lhe perguntou porque só me dava a pena a mim, mas ela não disse nada. Depois perguntou-lhe se gostava de mim e ela disse que sim. Mas eu só dizia "Stor diga à sua filha para não me perseguir, eu não gosto de crianças!" (mentira, eu adoro crianças e tenho imenso jeito com crianças, mas eu tenho sempre medo de fazer asneira, magoa-las ou algo do género, porque isso já aconteceu e eu fiquei a sentir-me super mal e por isso agora mantenho a distância). No entanto o professor ignorou o meu comentário e respondeu da seguinte forma "As crianças só escolhem pessoas com bom coração. Embora tu mostres que não te importas, debaixo dessa capa de indiferença eu sei que és diferente..." eu apenas disse "Talvez até tenha razão...", porque tem mesmo. Percebi perfeitamente que o professor nem se referia propriamente à filha mas sim em geral. Eu mostro que nada me afeta, eu armo-me em durona, eu finjo ter um cubo de gelo no lugar do coração, eu nunca mostro os meus sentimentos, mas a verdade é que não é bem assim. O problema é mesmo o facto de eu já ter sofrido muito, de me apegar e ter apegado a certas pessoas e acabar sempre, sempre por me desiludir, por isso é que eu agora sou assim, muito reservada e sempre insegura...

Mudando de assunto que eu estou ansiosa por contar isto! Em primeiro lugar, a conclusão a que chego é que nada acontece por acaso e sabem porquê? Eu estava a almoçar e do nada engasguei-me com gelatina. Sim, podia ter-me engasgado com qualquer coisa, mas foi mesmo com gelatina. Realmente, sou muito normal. Este engasgamento veio mesmo a calhar porque foi a desculpa perfeita para quando vi o Dilan a deixar a cantina segui-lo inventando que ia pôr água na cara para me refrescar. Ora, bendita seja a gelatina ou então esta conversa/despedida não teria acontecido:

Eu- Vais embora a seguir?
Dilan- Não sei, mas acho que sim...
Eu- Então, quero que saibas que gosto muito de ti...
Dilan- Eu também...
Eu- Também gostas muito de ti? *rio*
Dilan- Ah? Não! Também gosto muito de ti.
Eu- *sorrio* E que vou ter muitas saudades tuas... *dou-lhe um beijo na cara*
Dilan- *dá-me um beijo na cara* Porta-te bem.
Eu- E tu tem juízo!

Ganhei o dia! A semana! O mês! Ele é tão amoroso. Isto significou o mundo para mim. Foi tão bom ouvi-lo dizer "Eu também... Também gosto muito de ti". Então o facto de ele ter dito "Porta-te bem", a forma como ele disse, transmitiu preocupação e proteção. 
Só de pensar que vou estar afastada dele três meses dá-me um coisinha má. Mas talvez seja melhor assim. Três meses inteirinhos para me dedicar a outras coisas e perceber o que é melhor para mim. 

P.S. Na publicação anterior havia um "aqui" que supostamente iria dar a uma outra publicação do blogue, mas na realidade não dava a lado nenhum porque eu me esqueci de pôr o link. Erro posteriormente detetado e atualmente corrigido.

6 comentários:

  1. É tão bom quando nos dizem que gostam de nós :)

    ResponderEliminar
  2. Haja alguém a quem as coisas até estão a correr bem! Fico feliz por ti :)

    R: Não, ainda não disse nada, dois dias depois. Ainda não disse nada. Hoje é o aniversário do coro, eu coloquei uma cena relacionada no twitter e ele foi lá retwittar, não se passa nada...
    Diz-me mellita como é suposto eu agir quando estiver com ele amanhã? É que eu estou super pendida para a frieza e mostrar que ele não me tem como certa! Cada vez acho mais que é o melhor. Porque já estou mesmo a ver ele a vir ter comigo normalmente como se não tivesse agido da maneira que agiu... Apesar de que.. Eu não tenho que lhe cobrar nada não é. Não sei!!
    Porque ele mal chegou a casa daquela saída pôs no twitter "é pra esquecer..." podia ser para qualquer pessoa que esteve, eu inclusive não é..
    Não sei, não entendo mesmo.
    Mas se ele amanhã continua diferente comigo, esquece mellia, fico mesmo sentida!

    ResponderEliminar
  3. Estou muito feliz por ti, querida! :) Agora que entraste de férias vais ter muito tempo para te divertir, aproveita bem estes meses!

    ResponderEliminar
  4. R: Ai mellita, tenho novidades boas para ti :)
    Ontem já falei com ele, perguntei o que se andava a passar porque andava estranho e depois tivemos uma longa conversa profunda (por sms) :)
    Passei por aqui só mesmo para te dizer, depois conto melhor se quiseres *
    Agora vou vestir-me que daqui a uma hora estou na comunhão da minha prima!!

    ResponderEliminar
  5. "Três meses inteirinhos para me dedicar a outras coisas e perceber o que é melhor para mim" que bem precisas! :)

    ResponderEliminar
  6. Ohhh ainda bem que está tudo a correr bem... Ando ausente, ando muito ausente, na verdade mas gosto muito de acompanhar a tua história. Muito mesmo.

    Como estás Melia?

    Dás-me o teu mail? Gostava de poder falar contigo às vezes, quando estou muiiiito ausente daqui :)

    ResponderEliminar