domingo, 29 de maio de 2016

Isto vai de mal a pior!




Estou exausta! Tudo corre mal, tudo anda uma porcaria e eu estou mesmo de rastos. Preciso tanto de qualquer coisa boa na minha vida...

quarta-feira, 25 de maio de 2016

A desaparecida voltou e para variar, vêm feliz!





Eu já queria ter feito uma publicação há mais tempo, mas anda tudo um reboliço. Tenho uma apresentação oral para preparar, um trabalho de pesquisa para fazer e ainda faltam mais dois testes!

O teste que falei aqui correu mais ou menos, como me é típico estudei a matéria mais complicada e a que acabou por sair no teste foi a mais fácil e a que eu tinha estudado menos, mas pronto, vamor ver...
Como eu disse no título desta publicação: venho feliz! E venho feliz porquê, perguntam vocês? Porque as coisas com o Dilan não estão fantásticas, mas estão bem e por enquanto isso basta. 
Logo na segunda-feira aproveitei a aula de física e a hora de almoço para falar com ele. Ontem mal nos falámos, a destacar só mesmo o facto de ele ter sorrido para mim na aula de Geografia. Hoje já falámos bastante mais, porque eu fiz questão de lhe dizer que estava orgulhosa por vê-lo empenhado a ler o livro que escolheu para a apresentação oral. Mas o momento mais especial do dia de hoje foi mesmo quando ele do autocarro sorriu para mim, eu para ele, ele fez um coração e eu a ele. Fiquei com um sorriso parvo na cara desde então. Há imenso tempo que ele não fazia isto e eu fiquei mesmo contente por ele o ter feito. De salientar que eu não costumo retribuir os corações que ele faz, mas desta vez não hesitei, porque eu estou mesmo numa de arriscar tudo!

Hoje o Alison, de quem já falei mais do que uma vez, veio sentar-se ao pé de mim no autocarro. Entre outras perguntas fez-me estas duas: 

Alison- E moços, Mellia?
Eu- Há muitos...
...
Alison- E a tua alma gémea, este ano?
Eu- Não me encontra...

Ele diz "este ano" como se soubesse muito da minha vida amorosa (que não sabe) e como se cada ano eu tivesse uma paixão diferente (o que não é verdade).
O Alison é uma boa pessoa, embora tenha também os seus vícios e ataques de parvoíce, ele é bom rapaz e o melhor amigo do Dilan. Quando ele me fez estas perguntas queria tanto dizer-lhe que é o amigo dele Dilan que é o meu moço e a minha alma gémea, mas claro, não disse... Não tenho por hábito falar sobre as minha paixões com ninguém e dificilmente o Alison seria a pessoa a quem eu desvendaria tal confissão, até porque nós não somos as pessoas mais chegadas do mundo e porque apesar de toda a simpatia dele agora, nunca me esquecerei do que ele já me fez!

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Sim, podem dizê-lo: "És muito estúpida Mellia!"




Eu não consigo. Simplesmente não consigo esquecer o Dilan. E quanto mais tento mais me apercebo do quanto é difícil afastar-me dele... 
Foi por isso que eu tomei um decisão. Eu vou aproveitar ao máximo as próximas três semanas de aulas para estar com ele, para falar com ele, sorrir para ele, tudo e mais alguma. De alguma forma deixar a minha marca na vida dele e fazê-lo perceber o quanto é importante para mim e depois... depois logo se vê... 
Tenho as férias todas para o esquecer visto que o mais provável é nem estar um único dia com ele, mas por agora eu não consigo afastar-me... Não consigo e não quero... E é por isso que sou uma estúpida, estou farta de saber como ele é e mesmo assim não desisto... Estúpida, estúpida, estúpida!
Depois ainda há a Chloé que está cada vez mais próxima dele, o que eu não suporto e por isso, no que depender de mim eles não vão conseguir estar mais de um minuto sozinhos a conversar sem levar com os meus olhares matadores e com as minhas interrupções! É assim a vida...

Hoje tive teste de Literatura, correu suupeerrr bem, estou mesmo feliz! 
O mais provável é não passar por aqui durante o fim de semana, porque tenho o teste mais importante deste ano na segunda-feira e vou passar os próximos dois dias a estudar o mais que puder!

*Pequena nota posterior à publicação do texto inicial: não quero que o Gaitán deixe o Benfica*

segunda-feira, 16 de maio de 2016

MAS VÁ, O QUE IMPORTA É QUE BENFICA É TRICAMPEÃO




Hoje tive teste de Inglês. Correu super 
mal! Mas vá, o que importa é que o Benfica é tricampeão!
Hoje estava a dizer à Mérida que a Chlóe anda sempre a rondar o Dilan. Disse isto bastante alto e só depois é que reparo que ela também estava, tal como nós, na biblioteca, e por isso, há uma grande probabilidade de que tenha ouvido. Mas vá, o que importa é que o Benfica é tricampeão!
Mal falei para o Dilan, nem sequer pretendo falar mais. Apenas tivemos um momento cute quando à hora de almoço ambos íamos, ao mesmo tempo pegar na caneca da água, (nossa, demasiado romântico!) ele sorriu para mim e eu acabei por sorrir também embora tenha transparecido que aquilo não teve importância nenhuma. Mas vá, o que importa é que o Benfica é tricampeão!
Durante a tarde de hoje um rapaz do 5°ano decidiu massacrar-me a mim, à Mérida, à Freyla e à Alicia até à exaustão. Mas vá, o que importa é que o Benfica é tricampeão!

Sem dúvida a maior alegria/(única?) dos últimos tempos! O BENFICA, O MEU BENFICA, O NOSSO BENFICA É TRI TRI TRICAMPEÃO! TENHO O MAIOR ORGULHO EM SER DESTE CLUBE!

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Eu sou bipolar. O mundo é bipolar. Anda tudo destrambelhado da cabeça!




Eu às vezes pergunto-me: porque raio a minha vida é só problemas? Porque raio é que eu não tenho direito a ser feliz? Porque raio é que, quando as coisas parecem estar minimamente bem acaba sempre alguma coisa por estragar tudo?
Eu passo a explicar: normalmente a hora de almoço de sexta-feira é uma grande seca porque a Freyla e a Alicia estão em aula e eu e a Mérida nunca sabemos o que fazer somente as duas numa 1h30. Como tínhamos um trabalho de História para fazer, fomos para a biblioteca. Um pouco depois de nos termos sentado num computador, dois rapazes do 12°ano foram sentar-se a trabalhar no computador ao nosso lado. Eles, como são dois grandes malucos puseram-se a fazer uma apresentação intitulada "Os amores da xxxxx". Nesta apresentação, dois dos quatro rapazes apresentados como possíveis amores da xxxxx são da minha turma (um deles apenas nas disciplinas gerais). Não dá sequer para explicar o quanto me diverti, tal como a Mérida, a ajudá-los a caracterizar cada um dos rapazes, para que a colega deles conseguisse escolher devidamente.
Tudo muito animado até à aula de Literatura... O Dilan chegou atrasado e bastou-me olhar para a cara dele para perceber onde ele tinha andado e a fazer o quê. Saiu da sala três vezes porque estava mal-disposto e até vomitou na casa de banho pelo que disseram... É este o rapaz por quem eu estou apaixonada... É este...
No final da aula fui (ou pelos tentei) falar com ele, e ainda lhe cheguei a perguntar "Queres falar-me sobre o teu estado?", no entanto, nem sequer obtive uma resposta porque a Chloé meteu-se a falar com ele e por isso eu vim embora. 
A verdade é que eu não desisti e logo que o vi sozinho fui ter com ele:
Eu- O que é que se passou?
Dilan- *silêncio* Excesso de drogas...
Eu- Nota-se... Devias ter juízo!

Eu sou muito estúpida realmente. Tão, mas tão estúpida! Continuo a preocupar-me, continuo a dizer a mim mesma que ele é boa pessoa e depois ele mostra o seu verdadeiro eu ao aparecer como apareceu na aula.
Ainda vocês dizem que eu não devia forçar o nosso afastamento, mas deixar as coisas levar o seu próprio rumo, sim sim, claro que sim! Como é óbvio faço muito bem em continuar a iludir-me, em continuar a gostar de uma pessoa como o Dilan. *ironia*
Neste momento estou mais perdida do que nunca! Eu tenho de me afastar dele, tenho mesmo! Não faço ideia de que vou conseguir fazê-lo, mas eu preciso desesperadamente que ele e os seus vícios saiam da minha vida!

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Irónico: ainda ontem tinha máxima certeza de que estava mesmo a tomar a decisão certa ao afastar-me do Dilan e hoje... Hoje, é isto...




Ontem escrevi uma publicação que até chegou a ser publicada mas que regressou aos rascunhos.
A publicação de ontem em pouco se diferenciava destas últimas, no entanto focava um ponto importante: alguns progressos no meu afastamento do Dilan. Pois bem, a publicação de hoje vem nada mais nada menos do que contrariar a de ontem: voltou tudo à estaca zero, ou melhor voltei eu a deslumbrar-me pelo Dilan.
Tanto na segunda-feira como na terça-feira, praticamente não lhe dirigi a palavra, e mesmo hoje de manhã não lhe falei a não ser para lhe pedir algo emprestado. Só que depois do almoço, antes de irmos para aula de Literatura eu estava a descer as escadas e o Dilan esbarrou comigo de propósito e quase que dávamos um beijo na boca, mas até neste momento eu não vacilei, não lhe olhei nos olhos, limitei-me a desviar-me dele o mais depressa que consegui e ignorei o que se passou.
Até mesmo no ínico da aula de Inglês eu me esforçei para não lhe retribuir os olhares que ele me lançava, só que pronto, chegou a determinado momento que simplesmente não me consegui controlar e lá o olhei repetidamente e ele a mim, enquanto trocavamos sorrisos comprometedores. Até o Robin (o meu irmão) me questionou "O que se passa aqui?" e eu apenas lhe respondi "Nada" enquanto mantinha um sorriso parvo nos lábios. Eu bem tento afastar-me, desligar-me dele, mas expliquem-me, por favor, como é que eu faço isso se ele até pede ao colega com quem está na mesa para se desviar apenas para olhar para mim! 
Só que se num dia as coisas são assim,
noutros dias as coisas são o oposto.

A sério vida/destino/demónio do mal/seja lá o que for, ajuda-me a perceber o que vai naquela cabeçinha milaborante do menino Dilan, porque por muito que eu tente decifrar aquele ser, acabo sempre por não conseguir fazê-lo!

domingo, 8 de maio de 2016

Junta-se a preguiça e a dor de cabeça e eu não faço nenhum...




Juro que tenho tentado arranjar um tempinho para cá vir, mas ultimamente a vontade tem sido mesmo nenhuma!
Ando cansada de tudo, sem paciência para nada, completamente desmotivada... Nem sei o que se passa comigo, mas seja lá o que for é bom que passe depressa! Tenho de me aplicar nestas últimas semanas de aulas e depois tenho todo o tempo do mundo para deprimir. Tive o fim de semana todo disponível e mal peguei nos livros, isto assim não pode ser!
Enfim, a minha vida anda uma grande porcaria e eu só espero que as coisas melhorem ou estamos mal!

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Dá para eu adormecer e só acordar quando esta fase de mal estar passar?




Nestas últimas semanas tenho-me sentido como que massacrada a toda a hora e a todo o momento.
Não há um dia em que chegue a casa e não pense "Bem, que dia exaustivo!". O cansaço nem se deve propriamente à rotina, mas sim às pessoas. Estou tão farta de toda a gente!
Farta das parvoíces do Finnick, farta da infantilidade do Vincent, farta de ver a Chloé a insinuar-se ao Dilan, farta de tudo mesmo!
Por falar em Dilan, tenho feito mesmo um esforço por o ignorar, embora fique completamente rendida quando ele me protege e defende de alguém. Ontem como viu que eu estava mal e o Finnick ainda me estava a provocar disse ao Finnick para me deixar em paz... Hoje quando me viu acenou-me e eu acenei de volta, foi estranho porque ele nunca fez isto antes, mas anda tudo tão estranho ultimamente que já nada me surpreende... Por exemplo, já não me surpreende que o Dilan só faça porcaria isso apenas me desilude e muito! O que é que ele aprontou desta vez? Partiu uma porta. Uma rapariga estava fechada na casa de banho porque a fechadura se tinha partido, ele deu um pontapé para a porta abrir e acabou por rachar a porta a meio. As intenções até me pareceram as melhores mas o resultado foi péssimo, porque a mãe dele foi hoje chamada à escola.
Enfim, é assim que vai a minha vida, amanhã tenho teste e preciso mesmo que me desejem sorte porque ainda não tive tempo para estudar!