segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Vamos lá falar da Passagem de Ano...




Todos os anos, o último dia do ano é passado com a minha família em casa. Quando eu digo família refiro-me apenas à minha mãe, ao meu pai e aos meus irmãos. É uma noite simples em que ficamos acordados até à meia-noite a comer e a conversar.
A maior parte dos meus colegas este ano vai passar a Passagem de Ano fora de casa com os amigos. Todos eles, à exceção de apenas dois, tem a minha idade, ou seja, 15 anos. E sim, já saem à noite, já bebem, já fumam... 
Sinceramente, acho incrível como é que os pais deles permitem este tipo de coisas. Não é inveja pela liberdade que eles tem, de todo. Por mim eles podem sair à noite sempre que quiserem, só que enerva-me que muitos deles já tenham planeado embebedarem-se e coisas bem piores, claro que os pais nem sonham sequer que isto vai acontecer. A sério, qual é a necessidade? Qual é o problema de passar este dia com os pais, afinal? Pronto, querem passar o dia com os amigos numa festa de final de ano, tudo bem, e passar a noite a dançar em vez de ir para um beco qualquer apanhar uma bebedeira tão grande que acabam por dormir ali no chão.
Uma dessas pessoas é o Dilan. Claro que ainda me afeta mais! Ele é mesmo irritante. Tem noção de que faz mal a si mesmo, no entanto, não deixa de fazer estas porcarias.
Só espero que ele não faça nenhuma estupidez, já que tem 16 anos, pelo menos, que tenha algum juízo...

19 comentários:

  1. Tens toda a razão... não há necessidade.

    Espero que tenhas tido um excelente Natal *

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão, mas parece que ao ver deles essas coisas é que lhes dá diversão. Com o tempo eles irão aprender :)

    ResponderEliminar
  3. É verdade minha querida, não há nenhuma necessidade de querer crescer à pressa e muitas vezes com comportamentos degradantes.

    ResponderEliminar
  4. Eu também não compreendo qual é a necessidade.

    ResponderEliminar
  5. Não devia dizer isso porque ainda és muito nova mas... faz parte. Aos 15 e 16 também apanhava bebedeiras de caixão à cova. Às vezes -raramente- ainda o faço, mas juro que em tudo o resto sou um anjinho e muito responsável :=P

    Perdida em Combate

    ResponderEliminar
  6. É normal a dificuldade de comunicação entre gerações.
    É normal os jovens quererem ser adultos à força, porque só veem nisso a liberdade de decisão nas suas escolhas.
    Não me parecem normais os pais, que já foram jovens e passaram pela mesma fase, permitirem aos filhos comportamentos de risco, muitas vezes com consequências para a sua integridade física e psicológica.
    Neste caso o ónus recai totalmente nos pais imbecis que não aprenderam nada com a experiência.
    Não invejes essas vidas. São fúteis e muitas vezes acabam mal.
    Vais ter muito tempo de ser adulta.
    Bom ano! :)

    ResponderEliminar
  7. Tens razão em tudo o que disseste e é bom ver que ainda há jovens com cabeça - não que seja adulta há muito tempo, mas pronto x)
    Os pais desses miúdos não são parvos e já tiveram a idade dos filhos, sabem perfeitamente que não são anjinhos nenhuns. O problema é não quererem saber.
    Quando ainda andava no secundário, conheci vários casos de pais que só ligavam às parvoíces dos filhos quando isso punha em causa a sua própria imagem. Pergunto-me, que tipo de pais vão ser esses miúdos no futuro?

    ResponderEliminar
  8. realmente não sei como é que os pais não vêem essas coisas, mas a verdade é que estão a ser tão irresponsáveis como os filhos.
    A minha primeira passagem de ano fora foi com 16 anos e só estive fora de casa umas quatro horas, o meu pai foi-me levar e buscar à ribeira e só consumi um café.

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  9. Isso já acontece há muito tempo, quando era da tua idade os meus colegas também iam passar a passagem de ano juntos e a história era a mesma... Confesso que sempre me afastei disso, pois não tenho paciência para aturar gente bebeda e drogada..

    ResponderEliminar
  10. Quase todos fizemos asneiras quando éramos jovens. Nem sempre os erros nos matam. O que nos mata é não aprendermos com eles.
    Menina ajuizada, tem umas boas entradas no novo ano e não invejes essas almas perdidas. :)

    ResponderEliminar
  11. Oxalá que todas as pessoas da tua idade, pensassem desse mesmo modo. E, hoje em dia, quem diz com 15 diz com menos, porque já começam bem novinhos...

    ResponderEliminar
  12. Compreendo e concordo tudo o que disseste :)
    r: sem duvida que ser feliz é o mais importante!

    ResponderEliminar
  13. Também não consigo entender. Eu tenho 18 anos e ainda passo com a minha família, não vejo qual a necessidade de ir não sei para onde e perder a noite por causa de uma bebedeira...

    ResponderEliminar
  14. r: Muito obrigada querida, que tenhas também um resto de boa semana :)

    ResponderEliminar
  15. Fazes tu muito bem em não te meteres em coisas dessas.
    Obrigada querida :) Beijinho grande

    ResponderEliminar
  16. A isso chama-se adolescência.
    lamento imenso que as coisas sejam assim e tendam a piorar!
    mas acho que fazes muito bem, aproveita a noite!

    ResponderEliminar
  17. Passei para desejar umas boas entradas!
    espero que 2016 traga muitas coisas boas!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  18. Eu tenho 20 anos e passo a meia noite com os meus pais ahaha
    R: Tens de ver o melhor para ti. Eu tenho tentado voltar, mas já não sei o que dizer.

    ResponderEliminar